Memórias do Futuro: uma tecnologia para projetar por cenários.

Projeto de Tese de Doutorado em desenvolvimento no Programa de Pós-Graduação em Design e Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Orientador: Prof. Dr. Airton Cattani

Em um contexto onde todos projetam, designers especialistas e difusos têm participado ativamente dos processos de projeto, de transformação e de descoberta na sociedade contemporânea. Além de resolver problemas aprimorando os significados existentes, uma rede de projeto também pode exercitar estratégias para cocriar contextos alternativos ao futuro visando inovações dirigidas pelos processos de design. Especificamente neste recorte, esta pesquisa visou a proposição e a aplicação de uma “Tecnologia de Projeto por Cenários”. O conceito amplo de tecnologia (aspectos técnicos, organizacionais e culturais) considera a inclusão direta do contexto em questão, configurando essa abordagem téorica como uma prática dinâmica, social e iterativa dentro das atividades projetuais. Sobre a proposição da tecnologia, o desenvolvimento de uma ampla revisão da literatura tecendo relações entre design, cenários e inovação foi fundamental na identificação de lacunas e de conflitos teóricos. Em termos processuais, considerou-se uma disrupção entre problema e solução durante o espaço-tempo do projeto com o objetivo de investigar possiblidades de inovação dirigidas pelos próprios processos em um estado de fluxo projetual guiado pelas equipes. Sobre a aplicação da tecnologia, esta pesquisa pode contar com a participação uma ampla rede de atores em uma oficina de projeto intitulada “Memórias do Futuro”. Essa oficina ocorreu juntamente com o lançamento do Movimento “Protagonistas do Futuro”: um projeto de desenvolvimento urbano colaborativo para cidade de Santa Maria – RS, criado pela Agência de Desenvolvimento de Santa Maria (ADESM) com o apoio do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat). Durante a oficina, os protagonistas cocriaram o movimento em si deslocando-se em direção ao futuro para investigar quais seriam as possibilidades de atuação e de desenvolvimento durante o ano de 2020. Em relação aos resultados dessa experiência, podemos apontar que a construção colaborativa de possibilidades proporcionou a aquisição de uma “memória futura” compartilhada entre os atores envolvidos no projeto. Assim, o conhecimento sobre os processos a serem empreendidos pelo movimento foi otimizado dentro da rede, estimulando um senso coletivo de protagonismo e de responsabilidade entre os participantes. Nesta vivência, a cocriação de memórias do futuro através da tecnologia de projeto por cenários atuou como uma aceleradora de processos possibilitando visões inesperadas sobre: a história do projeto (trama); o percurso necessário para alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável (trajetória); os papéis a serem executados pelos diferentes protagonistas envolvidos (atores); e os resultados tangíveis destes desdobramentos nas comunidades participantes (evidências). Portanto, esta pesquisa buscou alternativas para as inquietações sobre os possíveis relacionamentos entre um modo de fazer design orientado para as possibilidades, a antecipação das inovações dirigidas pelo design e o pensamento por cenários neste campo disciplinar. Entende-se que tais resultados possam contribuir para a sistematização do conhecimento sobre o design de cenários enquanto tecnologia projetual.

Palavras-chave: cenários, design participativo, inovação dirigida pelo design, metodologia de projeto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

CRÉDITOS . Memórias do futuro

Agradecimentos especiais à Agência de Desenvolvimento de Santa Maria (ADESM) pela oportunidade de pesquisa e ação junto ao movimento Protagonistas do Futuro com apoio da ONU-Habitat e do Santa Maria Tecnoparque. Também agradecemos os participantes da Oficina Memórias do Futuro pela disponibilidade e motivação: ANA NORA; ARIANE SILVA JARDIM; CELITA DA SILVA; DAIANE RABELO; ELISA PINHEIRO; GENI ALVES; JAQUELINE S. C. CUNHA; JOELSON DA SILVA; JONAS SANGOI; JONATAN CAMARGO; LUCAS DA SILVA COSTA; LUCIANA SCHORN; NEWTON ROBERTO; PAULO LEMOS; RAFAEL BARBOSA; UBIRATAN DOS SANTOS; VALDOINO MACHADO.

publicações relacionadas